Nosso Blog

Uso de óculos na infância: como ajudar as crianças no processo de adaptação

Muitas vezes, durante a consulta com o oftalmologista, os pais são pegos de surpresa quando ouvem do médico que os filhos precisarão usar óculos pela primeira vez. O desconforto em relação ao uso do acessório, a adaptação da criança a essa nova realidade e a questão do bullying, principalmente no ambiente escolar, são algumas das preocupações que logo vem à cabeça neste momento.   

É verdade que de início algumas crianças podem mostrar certa resistência ao uso dos óculos, porém a atitude positiva dos pais em relação ao assunto e a realização de algumas ações simples podem fazer toda a diferença nesse processo de adaptação. 

Se você está passando por essa situação com o seu pequeno e não sabe qual o melhor caminho a seguir, não deixe de acompanhar as dicas que vou compartilhar no texto de hoje. Confira!

Por que uma criança precisa usar óculos?

Segundo dados do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), cerca de 20% das crianças em idade escolar possuem algum tipo de problema de visão. Entre as razões mais comuns que acabam justificando a necessidade do uso de óculos na infância, estão três dos erros de refração: miopia, hipermetropia e astigmatismo.  

Esse cenário reforça a importância dos pais criarem uma rotina de cuidado com a saúde ocular infantil e levarem as crianças regularmente ao oftalmologista. Isso porque, quanto mais cedo um problema de visão é descoberto, mais eficiente é o tratamento para solucioná-lo.

Como os pais podem ajudar na adaptação ao uso dos óculos

Quando o médico identifica a necessidade do uso dos óculos, muitos pais logo pensam (e até mesmo dizem): “meu filho não vai conseguir usar de jeito nenhum”. Saiba que esse tipo de pensamento pode representar o começo de uma rejeição das crianças em relação ao acessório. É o que dizem especialistas em aprendizagem baseada no funcionamento do cérebro da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos. 

De acordo com estudos da área, muitas vezes a resistência que as crianças têm ao uso dos óculos está mais ligada ao desejo de corresponder à expectativa dos pais do que na necessidade de se sentir igual aos outros. Se a primeira reação da família diante da novidade for negativa (como no exemplo da frase “meu filho não vai conseguir usar”), a criança poderá entender, mesmo que de forma inconsciente, que aquilo realmente deve ser muito ruim, o que reforça o sentimento de rejeição. 

Portanto, para que o processo de adaptação dos pequenos aos óculos seja o mais tranquilo possível, é essencial que os pais façam uma abordagem positiva sobre o assunto desde o princípio. Dar a notícia com entusiasmo, dizendo que aquele pequeno acessório representa a solução para os incômodos que ele vem sentindo, é uma boa forma de começar a falar sobre o tema.

Ser autêntico e usar argumentos reais, que a criança seja realmente capaz de compreender, é outra maneira de reforçar essa abordagem positiva. Se o seu filho for mais novo, por exemplo, você pode dizer que os óculos farão com que ele tenha um superpoder de enxergar como um super herói. Já se ele for mais velho, você pode dar a ideia de pesquisarem juntos modelos de armações na internet a fim de inspirá-lo na escolha dos óculos.  

Dicas que podem facilitar o processo de adaptação

Veja algumas dicas práticas de como você pode auxiliar as crianças no processo de adaptação ao uso dos óculos.

  1. Leve o seu filho até a ótica e mostre a ele todas as opções de armações disponíveis. Para isso, pesquise e de preferência para lojas que ofereçam opções de óculos infantis, pois assim a oferta de cores e personagens com certeza serão maiores. 
  • É normal que no começo algum tipo de desconforto, como dores de cabeça, acabem aparecendo. Porém, é importante não desistir da adaptação e tranquilizar os pequenos dizendo que isso é algo passageiro e logo ele não sentirá mais nada. 
  • Incentive o uso dos óculos demonstrando a importância que eles  têm para o desenvolvimento da visão. Diga que o acessório fará com que veja tudo muito bem e que as dificuldades para ler ou assistir TV não farão mais parte da sua rotina.  
  • Não brigue com a criança e evite o enfrentamento se por acaso ela tirar os óculos. Ao invés disso, busque manter o diálogo e faça elogios quando ela usá-los corretamente.

E não se esqueça: a prevenção é sempre o melhor caminho. Não deixe de criar e manter a rotina de cuidado com a saúde dos olhos das crianças, ela pode ser fundamental para o crescimento e qualidade de vida delas no futuro.

Dr. Rodrigo Fernandes
Oftalmologista
CRM 65641 | RQE 33003

Compartilhe:
Abra o Chat
Olá, como podemos ajudar?