Nosso Blog

Tudo sobre Glaucoma e Maio Verde

Glaucoma. Não adianta fechar os olhos!

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, OMS, em 2040 o glaucoma afetará cerca de 111,5 milhões de pessoas.

Hoje, a doença é a principal causa de cegueira irreversível no Brasil e 80% dos casos poderiam ter sido evitados com o diagnóstico precoce e o tratamento adequado.

Por certo, esses são dados alarmantes que ressaltam ainda mais a importância da conscientização e de consultas preventivas.

Maio Verde é uma campanha criada para salientar essa demanda, como Mês de Prevenção e Combate ao Glaucoma, que visa alertar, informar e trazer à tona os perigos dessa doença.

Glaucoma: o que é e quais são os seus tipos?

O glaucoma é uma doença no nervo óptico, crônica e degenerativa, comumente ligada ao aumento de pressão intraocular que promove prejuízos à visão.

Existem 4 tipos de glaucoma:

1. Glaucoma Primário: o mais comum na maioria dos casos. É assintomático, acontece por uma obstrução que dificulta a drenagem ocular, promovendo o aumento da pressão e a perda progressiva da visão.

2. Glaucoma de ângulo fechado ou agudo: é considerado uma urgência oftalmológica e precisa ser revertido o quanto antes, pois a obstrução impossibilita completamente a drenagem do humor aquoso e provoca efeitos imediatos. Sintomas: dores de cabeça, pressão nos olhos, sensibilidade à luz e campo de visão reduzido.  

3. Glaucoma Secundário: acontece por fatores externos, os quais não envolvem questões hereditárias, por exemplo, o uso excessivo de certas medicações: corticoide, ou então decorrer de outras doenças, como diabetes.

4. Glaucoma Congênito: o mais raro entre os quatro. Ocorre quando o aumento da pressão intraocular começa ainda na gestação. O teste do olhinho é o melhor método para identificação precoce nesse período da vida.

Como são as opções de tratamento?

Vale ressaltar que, uma vez diagnosticado, o glaucoma não tem cura, mas sim, tratamento para controlar a doença e reduzir os impactos na qualidade de vida. Por isso, o tratamento tem o objetivo de reduzir a pressão intraocular e estabilizá-la em um nível mais seguro.

Cirurgias, colírios e medicamentos são métodos usados de acordo com o tipo e o caso do paciente. Confira mais a seguir:

Colírios

Os colírios normalmente exigem aplicação diária e serão receitados pelo médico oftalmologista.

É importante seguir fielmente as recomendações médicas quanto ao uso para que o tratamento seja eficaz.

Cirurgias de Glaucoma  

  • Iridotomia Periférica a Laser

Nesse procedimento cirúrgico, comumente indicado em casos de glaucoma de ângulo fechado, um orifício é feito na íris para melhorar a drenagem do humor aquoso e diminuir/estabilizar a pressão intraocular.

  • Micro-cirurgia filtrante (Trabeculectomia)

Após a tentativa de diminuir a pressão com colírios e/ou tratamentos a laser, esse é um dos métodos indicados para criar um meio de drenagem por um pequeno corte na esclera (estrutura branca do olho).

  • Micro-cirurgia com Implantes Valvulares

Essa cirurgia é indicada em casos mais graves e consiste no implante de um pequeno e flexível tubo acoplado a uma bolsa de drenagem de silicone.

  • Fototrabeculoplastia Seletiva a Laser

Essa é uma técnica inovadora indicada para o glaucoma de ângulo aberto, na qual a sua atuação é seletiva e afeta apenas as células pigmentadas da malha trabecular, aumentando a drenagem e diminuindo a pressão intraocular.

É essencial conversar com um médico de confiança e avaliar qual a melhor opção para você.

Pós-operatório e cuidados na recuperação

No pós-operatório, o paciente pode sentir desconfortos como a sensação de “areia nos olhos”, olhos secos, e os cuidados com a região operada devem ser redobrados.

  • Higienize e mantenha limpa a região operada;
  • Evite coçar, bater e/ou esfregar os olhos;
  • Use os colírios indicados respeitando a dosagem e os dias;
  • Mantenha o acompanhamento médico.

Marque a sua consulta na Olhar+ Clínica de Olhos

Como você aprendeu nesse artigo, na maioria dos casos, o glaucoma é uma doença silenciosa que apresenta incômodos notáveis quando já desenvolvida e a visão comprometida.

Por isso, é importante não negligenciar a sua saúde ocular. Faça consultas oftalmológicas periodicamente. O diagnóstico precoce é a melhor prevenção.

Na Olhar+ você conta com médicos especializados, instalações modernas e toda a tecnologia necessária para cuidar dos seus olhos da melhor forma.

Gostou do conteúdo? Compartilhe e acompanhe o nosso blog para ler mais conteúdos como esse.

Dr. Rodrigo Fernandes – CRM 65641 | RQE 33003
Dra. Paula Borges Carrijo – CRM 53336 | RQE 41855

(34) 99869-7469UMC Centro Clínico
Rua Rafael Marino Neto, 600, Jardim Karaíba
Salas 232 e 233

Compartilhe:
Abra o Chat
Olá, como podemos ajudar?