Nosso Blog

Olho seco: veja os principais sintomas e como aliviar

É só a temperatura cair para começarem os problemas de saúde relacionados ao inverno. A síndrome do olho seco, ou apenas olho seco, para os mais íntimos, é uma das condições que se agrava nessa época. E se o frio vier acompanhado de baixa umidade, então, a situação fica ainda pior.

Os principais sintomas são: ardência, lacrimejamento excessivo, coceira e até dor, são bastantes incômodos e nos induzem a levar as mãos aos olhos com mais frequência, hábito que favorece infecções, inclusive por Covid-19.

No inverno, da mesma forma que a pele resseca, o olho também fica mais seco, porque o tempo faz a lágrima a evaporar mais rápido, o que prejudica a lubrificação dos olhos. Embora seja mais comum em pessoas acima de 40 anos, especialmente mulheres, a combinação de fatores, que também envolve o uso de determinadas medicações, pode levar qualquer pessoa a desenvolver o quadro.

O tempo excessivo de exposição a telas, algo que tem sido comum no isolamento social, é outro hábito prejudicial. Já falamos aqui no blog sobre isso e demos 6 dicas para evitar a fadiga ocular causada por eletrônicos.

Olho seco pode ser mais grave que um incômodo

O grande problema é que olhos com baixa produção de lágrimas podem ser uma porta de entrada para vírus e bactérias. As pessoas, incomodadas, tocam mais os olhos, o que é ruim e perigoso e pode causar conjuntivite e outras doenças.

O contágio pelo novo coronavírus também pode ocorrer pelos olhos. Tanto que alguns pacientes que contraem o vírus têm como sintoma a conjuntivite. Neste período sensível, é recomendado optar pelos óculos em vez das lentes de contato.

Os óculos servem de barreira para o vírus e, portanto, devem ser lavados todos os dias. Já as lentes devem ser guardadas por um tempo, porque o seu manuseio é bem invasivo e aumenta o risco de infecção. Além disso, podem piorar os sintomas de olho seco e até causar lesões.

Como tratar e prevenir o olho seco?

Identificado o problema pelo oftalmologista, ele recomendará o uso de colírios que imitam lágrimas artificiais. Além disso, algumas dicas caseiras podem amenizar os sintomas:

Aumentar o número de piscadas
Diminuir o tempo de uso de eletrônicos
Evitar o ar-condicionado, aquecedores ou poeira
Umidificar o ambiente com umidificadores, toalhas e bacias com água
Tomar bastante águaIncluir mais frutas, verduras e peixes na alimentação

Dr. Rodrigo Fernandes
Oftalmologista
CRM 65641 | RQE 33003

Compartilhe:
Abra o Chat
Olá, como podemos ajudar?