Nosso Blog

Entenda o que é ptose palpebral e quais são as principais causas

O uso de máscaras acabou se tornando uma medida de proteção fundamental na luta contra com o coronavírus. Com isso, os olhos ficaram em evidência e possíveis doenças oftalmológicas que afetam justamente o olhar podem começar a incomodar mais as pessoas que eventualmente desenvolvem alguma dessas condições.

Pálpebra caída: já ouviu falar sobre essa doença que pode atingir principalmente as pessoas acima dos 60 anos? Neste texto, vou explicar mais sobre o que é ptose palpebral, termo médico dado para a queda da pálpebra superior, quais são as principais causas tratamentos para corrigi-la. Confira.

O que é ptose palpebral?

A ptose palpebral, conhecida popularmente por pálpebra caída, é a queda uni (em um dos olhos) ou bilateral (nos dois olhos) da pálpebra superior em relaão ao seu nível normal. Além de causar um problema estético, essa queda também pode reduzir o campo visual pelo fato do olho ficar mais coberto que o normal.

Quais são as causas?

Depois de entender o que é ptose palpebral, é importante saber quais são as causas que podem levar ao desenvolvimento dessa condição. Veja a seguir quais são as mais comuns.

Ptose palpebral congênita

Na forma congênita, ela geralmente é causada pela má formação ou enfraquecimento e atrofia do músculo elevador da pálpebra. A maior parte dos casos não tem herança genética e não está associada a outros problemas oculares ou disfunções faciais. 

Ptose palpebral adquirida

Já na forma adquirida, a razão mais comum de ptose é a desinserção do músculo elevador da pálpebra (que acontece quando esse músculo se descola do osso). Nas pessoas acima dos 60 anos, ela costuma acontecer pelo fato dos tecidos da pálpebra sofrerem um afinamento em decorrência do processo de envelhecimento.

Já em pacientes mais jovens, a ptose palpebral adquirida pode acontecer devido a um trauma ou pelo uso prolongado de lentes de contato. Neste último caso, a manipulação excessiva e a dificuldade de colocar e retirar as lentes são as razões mais comuns que podem levar ao desenvolvimento da ptose.

Outros fatores que podem levar ao caimento da pálpebra superior na forma adquirida são doenças musculares, como a doença auto-imune miastenia gravis; distúrbios neurológicos, como a paralisia do nervo oculomotor; e causas mecânicas, como lesões na pálpebras causadas por tumores.  

Tratamento

O tratamento para  ptose palpebral normalmente é cirúrgico. O uso de técnicas cirúrgicas modernas não deixam nenhum tipo de cicatriz aparente e o procedimento é considerado simples, rápido e realizado sob anestesia local. E justamente por esse motivo o pós-operatório geralmente é tranquilo, sem dor e exige do paciente apenas um breve repouso e cuidados com a lubrificação ocular.

Ectrópio

Uma outra doença comum que pode afetar os olhos é o ectrópio, considerada uma condição em que

a pálpebra se dobra para fora e deixa de ter contato com o globo ocular, deixando a córnea mais exposta.

Mais comum nas pálpebras inferiores, ela pode causar conjuntivite crônica e ceratite. Com relação aos sintomas, os mais comuns são dor, irritação, vermelhidão e sensação de corpo estranho nos olhos que resulta em uma produção de lágrimas em excesso.

Em um tratamento provisório, o uso de  colírios e pomadas lubrificantes oftálmicas podem ajudar a manter os olhos úmidos e aliviar a irritação. Porém, o tratamento definitivo mais indicado é a correção cirúrgica, pois evita que possíveis lesões mais graves possam acontecer e comprometer a visão.

Se você perceber alguns desses sintomas, procure atendimento especializado para ter o diagnóstico e tratamento mais adequados. Na clínica Olhar+ podemos ajudá-lo a corrigir qualquer uma dessas condições para que você se sinta bem com o seu olhar.

Dr. Rodrigo Fernandes
Oftalmologista
CRM 65641 | RQE 33003

Compartilhe:

Tudo sobre Glaucoma e Maio Verde

Glaucoma. Não adianta fechar os olhos! De acordo com a Organização Mundial de Saúde, OMS, em 2040 o glaucoma afetará cerca de 111,5 milhões de

Abra o Chat
Olá, como podemos ajudar?