Nosso Blog

Entenda o que é e como funciona o implante de plug no ponto lacrimal

Como falei recentemente aqui no blog, a Síndrome do Olho Seco é um problema que tem se tornado uma queixa cada vez mais comum nos consultórios dos oftalmologistas. Fatores, como uso prolongado de dispositivos eletrônicos, exposição excessiva ao ar condicionado, tabagismo e manipulação incorreta das lentes de contato estão entre os fatores que costumam desencadear a doença.

Geralmente, a maior parte dos casos são solucionados com tratamentos clínicos, como uso de colírios e lágrimas artificiais, e dificilmente é necessária a indicação de cirurgia para aliviar os sintomas causados pela Síndrome. No entanto, o implante do plug no ponto lacrimal surge como uma alternativa de tratamento intermediário e costuma ser indicada quando o uso tópico de medicamentos não ameniza o desconforto que o problema ocasiona no dia a dia.

No texto de hoje vou explicar um pouco mais sobre como funciona o implante do plug no ponto lacrimal e quais são os benefícios que ele pode trazer para os pacientes que sofrem com a Síndrome do Olho Seco.

O que são plugs de ponto lacrimal

Os plugs de ponto lacrimal são pequenas estruturas, feitas de silicone ou material acrílico hidrofóbico,

que ajudam a retardar a drenagem das lágrimas dentro da superfície ocular. Portanto, quando o corpo não produz lágrimas suficientes, quando elas não possuem o equilíbrio ideal entre muco, água e gordura ou ainda quando há uma evaporação excessiva da secreção, o plug é implantado para  maximizar o efeito de hidratação da lágrima dentro do olho.  

Como funciona o tratamento

A implantação do plug no ponto lacrimal é considerado um procedimento médico simples, sendo realizado inclusive dentro do próprio consultório. Após a aplicação de colírios anestésicos, o oftalmologista realiza a implantação do plug nos pontos lacrimais superiores ou inferiores. Todo esse processo dura em torno de 15 minutos, é muito seguro e não causa desconforto ao paciente.

Geralmente o resultado já é sentido poucos dias após a implantação. Ou seja, pouco tempo após o plug ser inserido nos pontos lacrimais, é comum que o paciente já perceba um alívio dos sintomas causados pela Síndrome do Olho Seco, como ressecamento ocular, ardência e embaçamento da visão.

Além disso, esse tipo de tratamento também contribui para a melhoria da saúde da superfície ocular, para a redução do uso de lágrimas artificiais e para um maior conforto nos casos de quem faz uso de lentes de contato.

Sobre a Síndrome do Olho Seco

A Síndrome do Olho Seco, também conhecida como síndrome da disfunção lacrimal, é uma doença

caracterizada pela diminuição da quantidade ou alteração da qualidade das lágrimas produzidas pelas glândulas lacrimais. Estima-se que cerca de 24% dos brasileiros sofram com o problema, que muitas vezes não é diagnosticado corretamente pelo fato dos pacientes não procurarem o oftalmologista em busca de um tratamento correto.

Sendo assim, é importante reforçar que procurar ajuda médica sempre que algum desconforto ocular aparecer é fundamental para ter um diagnóstico e tratamento eficazes. Além disso, a automedicação com colírios genéricos podem agravar o problema e até mesmo ocasionar o surgimento de outras doenças. E lembre-se: a visita anual ao oftalmologista é essencial para manter a saúde da visão sempre em dia!

Ficou com dúvidas sobre o que é e como funciona o tratamento com implante de plug no ponto lacrimal? Deixe o seu comentário e vamos conversar!

Dr. Rodrigo Fernandes
Oftalmologista
CRM 65641 | RQE 33003

Compartilhe:
Abra o Chat
Olá, como podemos ajudar?