Nosso Blog

O que é fotofobia e como lidar com esse desconforto visual

Ao caminhar pela rua em um dia ensolarado ou ao usar o celular no período da noite é comum que você sinta um certo incômodo nos olhos provocado pela concentração de luz no ambiente, certo? Esse pode ser um sinal da fotofobia, condição que causa desconforto visual quando o globo ocular é submetido a uma grande exposição luminosa.

Mas você sabe o que pode causar fotofobia? E que é possível minimizar os impactos que essa sensibilidade causa na visão? Conheça mais sobre o assunto a seguir. 

O que é a fotofobia?

De acordo com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia, a fotofobia é uma condição visual caracterizada pela sensibilidade à luz natural e artificial. O desconforto, causado pelo excesso de luminosidade no globo ocular, faz com que a pessoa tenha dificuldade para enxergar em locais muito iluminados.

Quais são as principais causas da fotofobia?

Antes de mais nada é preciso reforçar que a fotofobia por si só não é uma doença. Em muitos casos ela está relacionada à coloração dos olhos dos indivíduos. Pacientes com olhos claros, por exemplo, costumam experimentar diferentes graus de fotofobia e recebem a indicação médica para uso de óculos escuros a fim de evitar o desconforto visual.

No entanto, essa condição também pode ser sinal de problema relacionado à visão. Entre as principais causas, estão:

  • Síndrome do olhos seco;
  • Uveíte;
  • Conjuntivite;
  • Lesões ou doenças na córnea;
  • Inflamação da íris (Irite);
  • Catarata;
  • Alterações na retina, como doenças degenerativas oculares e albinismo;
  • Glaucoma;
  • Lesões nos olhos causadas por infecções, alergias ou ferimentos;
  • Astigmatismo.

Já entre as principais causas que não estão relacionadas a doenças visuais estão:

  • Enxaqueca;
  • Meningite;
  • Albinismo;
  • Uso excessivo de lentes de contato;
  • Botulismo;
  • Doenças reumatológicas;
  • Intoxicação por mercúrio.

Quando é preciso buscar ajuda médica?

Geralmente pessoas que possuem olhos claros ou albinas sabem que a sensibilidade à luz é uma condição comum nesses casos. No entanto, como são muitas as causas relacionadas à fotofobia, principalmente de ordem visual, é importante procurar um especialista e evitar a automedicação com o uso de colírios. Isso porque, esse tipo de prática pode acabar agravando algum problema que o paciente possa ter e que até então seja desconhecido. 

Como funciona o tratamento?

Para tratar a fotofobia é preciso, antes de tudo, identificar o que está desencadeando essa condição no paciente. Após a avaliação médica, o oftalmologista será capaz de indicar o melhor tratamento para solucionar o problema que está causando essa sensibilidade.

Entretanto, existem algumas dicas que podem minimizar o desconforto causado pela fotofobia no dia a dia, como:

  • Ter óculos com lentes fotossensíveis (elas bloqueiam os raios solares e se adaptam à luminosidade dos ambientes);
  • Em dias ensolarados, usar chapéus e bonés para reduzir a exposição ao sol;
  • Sempre que sair ao sol, usar óculos de sol com proteção UV;
  • Evitar o uso dos chamados óculos piratas, visto que eles não oferecem a proteção solar necessária aos olhos.

Ficou com alguma dúvida sobre esse assunto? Deixe o seu comentário e vamos conversar!

Drª Paula Borges Carrijo
Oftalmologista
CRM 53336 | RQE 41855

Compartilhe:
Abra o Chat
Olá, como podemos ajudar?