Nosso Blog

Ceracotone: saiba o que é e quais são suas causas

Você sabe o que é o ceratocone? É um problema em que a córnea fica ressaltada para fora, com a aparência de um cone. Seu nome tem origem no grego keratokonus, que literalmente significa “córnea cone”.

De acordo com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), a cada 100 mil pessoas no mundo, 4 a 600 desenvolvem o ceratocone. O histórico familiar está presente de 6% a 8% dos casos, o que indica que se trada de uma condição herdada.

Ocorre com maior incidência na adolescência, entre os 13 e 18 anos de idade. Afeta em torno de 90% dos casos em ambos os olhos, tanto em homens como mulheres.

Quais são os sintomas do ceratocone?

Os sintomas começam geralmente com uma visão desfocada, como ocorre em quem possui astigmatismo. Porém, os sinais mais marcantes são imagens “fantasmas” ao redor dos objetos e frequentemente acompanhadas por sensibilidade a luzes intensas e coceiras.

Outros sintomas apresentados são:

  • Visão distorcida (para longe e/ou perto)
  • Visão dupla
  • Dor de cabeça
  • Má visão noturna

Esses sintomas são bem parecidos com outros problemas de visão, mas para quem tem ceratocone, os problemas podem evoluir bem mais rapidamente. Por isso, é necessário realizar o diagnóstico junto a um oftalmologista.

Causas que levam ao ceratocone

Atualmente, não é possível determinar qual seria a causa exata da doença. Existem alguns fatores de risco que podem contribuir (ou acelerar) o desenvolvimento, por exemplo:

  • Pessoas na família com ceratocone
  • Hábito de coçar ou esfregar os olhos, que é bem comum em pessoas com alergias
  • Pessoas com Síndrome de Down ou da Síndrome de Ehlers-Danlos têm predisposição à doença

Qual a relação entre coçar os olhos e o ceratocone?

É favorável o surgimento e até o agravamento do ceratocone quando esfregamos os olhos, porque o trauma contínuo sofrido pelo olho fragiliza gradativamente, rompendo as fibras que mantêm a córnea estável.

Por isso, é preciso eliminar fatores que levem a coceiras nos olhos, como poeiras e pólen, ou tratar de crises alérgicas.

Como funciona o tratamento?

Óculos e lentes de contato gelatinosas normais podem ajudar naqueles casos mais ligeiros, corrigindo problemas de acuidade visual. Com o avanço da doença, algumas lentes mais específicas são prescritas. Há, ainda, a indicação de tratamento cirúrgico, que pode variar conforme o grau do ceratocone. São três as cirurgias possíveis: crosslinking corneano, anel intracorneano e transplante de córnea.

Dessa maneira, é importante ter uma avaliação rotineira com o oftalmologista para verificar a saúde da sua visão e as opções de tratamento.

Dr. Rodrigo Fernandes
Oftalmologista
CRM 65641 | RQE 33003

Compartilhe:
Abra o Chat
Olá, como podemos ajudar?