Nosso Blog

Baixa visão e a depressão: conheça a relação entre essas duas condições de saúde em idosos

O comprometimento da visão, particularmente na terceira idade, além de causar inúmeras dificuldades na rotina do dia a dia, também pode elevar o risco de transtornos psicológicos, como depressão e ansiedade. É o que tem mostrado estudos realizados nos Estados Unidos que tratam da relação entre baixa visão e depressão.

A depressão é uma doença que tem causado cada vez mais mortes no Brasil. Segundo dados de um levantamento realizado pelo jornal O Estado de S. Paulo, com base em informações dos últimos 16 anos do sistema de mortalidade Datasus, o número de mortes relacionadas à depressão cresceu 705% no país.

Dentro desse número, os idosos são a parcela da população que demonstra estatísticas mais preocupantes. No caso de mortes relacionadas à depressão, os maiores índices estão concentrados em pessoas acima de 60 anos. Portanto, esse é assunto que deve ser discutido com mais frequência nos consultórios médicos.

No texto de hoje vou mostrar como funciona a associação entre a baixa visão e a depressão em idosos e a importância dos tratamentos interdisciplinares. Acompanhe!

A relação entre baixa visão e depressão

Um levantamento realizado pelo Estudo Nacional de Tendências sobre Saúde e Envelhecimento, realizado nos Estados Unidos, mostrou que a relação entre baixa visão e depressão na terceira idade é uma realidade que precisa ser olhada com atenção e cuidado.

De acordo com os resultados deste estudo, idosos com deficiência visual possuem maiores chances de desenvolver sintomas relacionados a transtornos mentais, como depressão. Além disso, pessoas acima de 60 anos que apresentam quadros depressivos têm maior probabilidade de desenvolverem problemas que comprometem a visão.

Usando informações de mais de sete mil homens e mulheres idosas, a equipe de pesquisadores descobriu que 40% dos participantes com algum tipo de comprometimento visual apresentaram sinais de depressão. Enquanto isso, pouco menos de 19% dos entrevistados sem problemas de visão relataram sintomas depressivos.

Já uma outro estudo, divulgado na Ophthalmology, revista da Academia Americana de Oftalmologia, apontou que até 30% das pessoas que vivem com Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI) desenvolveram depressão no país. Apesar disso, muitos pacientes deprimidos acabam não recebendo tratamento adequado porque acreditam que o quadro depressivo está associado a alguma falha pessoal ou ainda que faz parte do processo natural de envelhecimento.

Portanto, é fundamental que idosos que possuem algum tipo de problema que comprometem a capacidade de enxergar, como a DMRI, sejam acompanhados e orientados de perto por profissionais especializados.

A importância do tratamento interdisciplinar

Como já mencionei em outras oportunidades aqui no blog, o diagnóstico precoce e a realização de um tratamento adequado é a melhor forma de reduzir os impactos causados por qualquer problema de visão. No caso de doenças que podem comprometer mais seriamente a capacidade de enxergar, como é o caso da DMRI, isso é ainda mais importante.

Portanto, diante de qualquer indício de alteração visual, a indicação é que o oftalmologista seja consultado o quanto antes. Dessa forma, é possível minimizar os efeitos negativos causados pelo problema.

Entretanto, em se tratando de idosos principalmente, além do tratamento oftalmológico, é fundamental ficar atento aos sinais que podem demonstrar um quadro depressivo. Nesses casos, um cuidado interdisciplinar, com um psiquiatra ou psicólogo, podem agregar muito ao tratamento do paciente.

E como vimos nas pesquisas apresentadas no texto, o oposto também é verdadeiro. Ou seja, pessoas com sintomas de depressão, além de serem acompanhadas por um profissional especializado, também devem visitar o oftalmologista regularmente. Dessa forma, as chances de descobrir e tratar qualquer problema de baixa visão ainda no início são muito maiores.

Tem alguma dúvida sobre esse assunto? Deixe o seu comentário e vamos conversar!

Dr. Rodrigo Fernandes
Oftalmologista
CRM 65641 | RQE 33003

Compartilhe:
Abra o Chat
Olá, como podemos ajudar?