Nosso Blog

Acidentes domésticos com trauma ocular: o que fazer e como evitar

Pode observar: neste período que estamos em isolamento social por causa do novo coronavírus, crianças e jovens acabam ficando mais arteiros e criativos. Já os idosos ficam mais ansiosos e geralmente andam de um lado para o outro bem busca de algo para fazer. À sua maneira, cada um corre um risco maior de sofrer acidentes domésticos do que em dias normais. Assim, os traumas, inclusive oculares, tendem a aumentar.

É claro que ninguém quer sofrer um acidente, muito menos ocular. Então, precisamos aprender a evitá-los. Até porque, lesões nos olhos não são nada agradáveis de se ver e, por serem órgãos bem sensíveis, qualquer trauma é considerado urgência oftalmológica.

Cuidados básicos que fazem a diferença

  • Retire os tapetes da casa, especialmente se não tiverem antiderrapantes.
  • Ao manusear produtos de limpeza, tenha muita atenção e não os aproxime do rosto. Se for possível, utilize óculos de proteção.
  • Não deixe as crianças brincarem com objetos pontiagudos, perfurantes ou propícios de causar um trauma. Por exemplo: tampinhas de refrigerante, pedras, estilingues, armas de brinquedo, ferramentas caseiras, abridores de garrafa, entre outros.

O trauma nos ocorreu, e agora?
A primeira coisa a se fazer é não entrar em pânico, porque a conduta que você tomar no momento do acidente doméstico pode ser decisiva para impedir ou aumentar a evolução do problema.

Acidentes com produtos químicos: lave o olho abundantemente com água corrente por cerca de 20 minutos. Abra bastante o olho, levante as pálpebras de cima e debaixo. Feito isso, vá de imediato para o oftalmologista. Nunca use colírios ou pomadas.

Trauma com ou sem perfuração: não mexa no local lesionado, porque isso pode piorar o machucado. Lavar com água não é uma opção. Utilize um copo de plástico (de preferência o pequeno, de café) para tampar o olho. Na falta, use gaze e esparadrapo, mas nunca comprima o local! E corra para a emergência.

Corpo estranho: se entrar uma poeira, inseto, pedaço de madeira ou qualquer outro corpo estranho, não esfregue os olhos e não tente removê-lo. Pisque bastante para aumentar a produção de lágrimas e, se não resolver, lave com água corrente ou soro fisiológico. Se não for suficiente, oclua o olho com gaze e esparadrapo e vá para o pronto-socorro.

Um acidente doméstico pode ser assustador, mas saber o que fazer na hora que ele ocorre é fundamental para você não piorar ainda mais situação.

Dr. Rodrigo Fernandes
Oftalmologista
CRM 65641 | RQE 33003

Compartilhe:
Abra o Chat
Olá, como podemos ajudar?