Nosso Blog

4 cuidados com a visão na terceira idade que merecem atenção

Assim como acontece com todas as outras partes do corpo, as estruturas oculares também sofrem alterações com o passar dos anos. Ou seja, os olhos também passam pelo processo natural de envelhecimento e isso faz com que boa parte dos idosos apresentem algum problema de visão, seja ele simples ou mais grave.

Nesse sentido, ter uma atenção especial com a saúde dos olhos é essencial para continuar enxergando bem e ter autonomia na realização das tarefas do dia a dia. Por isso, no texto de hoje vou compartilhar com você 4 cuidados com a visão na terceira idade que podem contribuir com essa finalidade. Confira!

1. Visitas regulares ao oftalmologista

Com o passar dos anos é normal que os olhos passem por algumas alterações, o que pode acabar provocando o aparecimento de problemas de visão. Para se ter uma ideia, as chances de doenças, como degeneração macular relacionada à idade (DMRI), catarata e glaucoma surgirem em idosos é significativamente maior se comparado a outras faixas etárias.

Além disso, outras comorbidades também podem contribuir para o desenvolvimento de problemas que prejudicam diretamente a saúde dos olhos, como retinopatia hipertensiva (ligado à hipertensão) e retinopatia diabética (relacionado ao diabetes). 

Nesse sentido, as visitas regulares ao oftalmologista são um dos cuidados essenciais que é preciso ter na terceira idade. Com o objetivo de monitorar o surgimento das doenças visuais e realizar o tratamento de forma precoce, essa prática se torna ainda mais importante para os idosos. Isso porque, boa parte desses problemas se agravam com o passar do tempo, o que pode acabar comprometendo seriamente a capacidade de enxergar.

Geralmente, a frequência recomendada para as consultas costuma ser de uma vez ao ano. Entretanto, para as pessoas acima de 60 anos, o ideal é que as visitas ao oftalmologista aconteçam duas vezes ao longo do ano.

2. Atenção aos riscos de acidente

É natural que na terceira idade ocorra uma diminuição dos reflexos, do equilíbrio e da coordenação motora, o que aumenta as chances de acidentes dos mais variados tipos. No caso da visão, se ela não estiver em boas condições, esses riscos podem se tornar ainda maiores.

Quedas em casa, confusão com medicações e suas respectivas dosagens e até mesmo o isolamento e a depressão, causados pela diminuição da acuidade visual, são alguns dos perigos que rondam essa fase da vida. Por isso, é fundamental estar atento a isso e não ignorar o potencial que esses fatores têm de impactar na qualidade de vida dos idosos.

Aqui também vale o que foi mencionado no tópico anterior: manter uma rotina de consultas com o oftalmologista também pode contribuir para minimizar os impactos causados por essas condições naturais e características da idade. Além disso, o médico também é capaz de dar dicas e indicar estratégias para que os idosos possam lidar da melhor forma com cada dificuldade a fim de ter uma melhor qualidade de vida.

3. Mantenha hábitos saudáveis

Manter hábitos de vida mais saudáveis é essencial para qualquer pessoa que deseja envelhecer com saúde. Pensando do ponto de vista da visão na terceira idade, essa prática continua sendo muito importante.

Isso acontece porque o controle de doenças muito comuns entre as pessoas com mais idade, como hipertensão, colesterol alto e diabetes, estão diretamente relacionados a manutenção de uma rotina com exercícios e boa alimentação. Essas comorbidades, quando não são tratadas da forma como se deve, podem acabar comprometendo seriamente a saúde de visão, como foi dito no primeiro tópico desse texto.

Outro ponto interessante relacionado a alimentação é que algumas frutas, verduras e carnes também podem contribuir para a saúde da visão. O consumo de alimentos ricos em betacaroteno, (como cenoura, abóbora, manga e mamão) e em ômega 3 (como atum, salmão e sardinha) contribuem para a oxigenação da retina e combatem o desgaste da mácula. 

4. Evite a automedicação e use óculos de sol

Hábitos muitas vezes considerados comuns pelas pessoas, como a automedicação, é um dos grandes vilões da saúde da visão. Na terceira idade, esse é um fator que merece muita atenção, visto que um colírio ou qualquer outro tipo de medicamento usado de forma incorreta pode ser muito prejudicial aos olhos. 

Além disso, o hábito de usar óculos escuros é outro cuidado que também deve ser mantido entre os idosos. Isso porque, a exposição ao sol sem a devida proteção é um dos principais fatores para o desenvolvimento de doenças visuais, como a degeneração macular relacionada à idade (DMRI). Entretanto,  lembre-se que é necessário usar óculos de qualidade, pois somente eles são capazes de bloquear a ação dos raios UVA e UVB na visão.

A visão corresponde a cerca de 80% do nosso contato com o mundo, dado que é dela que depende a nossa autonomia, inclusive na terceira idade. Sendo assim, é muito importante mantê-la em dia e colocar em prática esses cuidados básicos, mas muito eficazes.

Ficou com alguma dúvida sobre esse assunto? Deixe o seu comentário e vamos conversar!

Drª Paula Borges Carrijo
Oftalmologista
CRM 53336 | RQE 41855

Compartilhe:
Abra o Chat
Olá, como podemos ajudar?